9 cuidados com o carro antes de viajar com a família

Todo cuidado é pouco quando se trata da sua segurança e da sua família, concorda? Por isso, além de arrumar as malas e preparar o roteiro de pontos turísticos, uma revisão minuciosa do seu carro também deve ser item obrigatório no seu checklist de viagem.

No texto de hoje vamos relembrar quais os pontos de atenção para que seu veículo não seja causador de dores de cabeça durante o seu tempo de descanso e para que você e aqueles que te acompanham estejam seguros durante todo o trajeto.

Passaremos ao longo deste texto por aspectos mecânicos do carro, pelos pneus, faróis, radiador, suspensão e também vamos te mostrar como uma inspeção voluntária pode te ajudar nesse processo. Está pronto? Então vamos nessa, pois sabemos que você já está prontinho para colocar o pé na estrada!

Revisão completa do carro

Sabemos que um veículo está exposto a diversos agentes e possui sistemas elétricos e mecânicos complexos. Portanto, a manutenção preventiva feita na revisão deve levar em conta todos esses aspectos, avaliando as condições do veículo em testes de acordo com os padrões de segurança da montadora.

Uma futura viagem é um ótimo motivo para levar seu carro para uma revisão automotiva completa. É indicado que seu veículo passe por esse processo a cada seis meses ou a cada 10 mil quilômetros rodados. Mas esse prazo pode variar de acordo com as recomendações da montadora e você pode encontrar diretrizes mais assertivas sobre a frequência dessas revisões no manual que acompanha o seu carro.

Além das questões de segurança, a revisão obrigatória é uma condição para que veículos novos continuem contando com a garantia de fábrica e costuma ser feita na própria concessionária.

No caso de veículos seminovos ou usados, o ideal é seguir procurando estabelecimentos autorizados pela montadora do veículo, além de se informar com os donos prévios sobre o histórico de revisões durante o processo de compra e venda.

Se a revisão do seu veículo já está em dia, confira a seguir quais outros pontos devem ser observados antes de cair na estrada.

1. Revise o nível de óleo

Este é um item imprescindível no seu checklist de viagem, pois a falta de óleo no motor do seu veículo pode causar uma bela dor de cabeça. Sem óleo, as peças móveis passam a sofrer com o atrito entre si, gerando calor, ruído e o desgaste acentuado dos componentes.

Em casos mais graves, a falta do óleo pode inclusive levar à explosão do motor, um perigo iminente para o condutor e seus passageiros.

Para revisar os níveis de óleo por conta própria, verifique as instruções no manual do fabricante. Geralmente você não precisa de muitas ferramentas para efetuar a medição, e o indicado é que desligue o carro pelo menos 10 minutos antes para que a circulação seja interrompida e o fluido retorne ao seu nível original. Não se esqueça também de colocar o veículo em uma superfície plana para efetuar a medição.

2. Confira o nível de água do radiador

Enquanto o óleo evita o atrito entre as peças, a água no radiador é responsável por evitar o superaquecimento no motor. Caso a água no radiador acabe, o motor pode, inclusive, chegar a fundir, ou seja, peças internas podem se quebrar ou derreter em virtude das altas temperaturas, gerando um prejuízo enorme ao veículo.

Certifique-se de que o seu carro tenha quantidade suficiente de água antes de sair para a viagem.

3. Verifique os pneus e o estepe

Problemas nos pneus causaram mais de 1000 acidentes em estradas brasileiras somente no ano de 2021, segundo dados do Painel CNT de acidentes de trânsito. Esse dado demonstra por si só a importância de verificar as condições deste item antes de sair de casa rumo a um novo destino.

É o momento de checar a calibragem dos pneus, bem como certificar-se de que eles apresentam profundidade dos sulcos de pelo menos 1,6 mm e que não estão “carecas” pois estes aspectos podem resultar na baixa dirigibilidade do veículo, implicando, por exemplo, na aderência ao solo em momentos de frenagem. A má condição dos pneus pode gerar acidentes e é responsabilidade do condutor atentar-se a isto.

Verifique também a validade dos pneus e não se esqueça do estepe para não passar por maus bocados em caso de problemas durante o trajeto.

4. Faça um checkup nos faróis

A parte elétrica do seu carro, em especial os faróis, também merecem atenção, principalmente se a sua viagem envolve trechos noturnos. É recomendado que verifique o funcionamento de todas as luzes do veículo e sua regulagem. Além disso, tome cuidado com a luminosidade para não atrapalhar outros motoristas.

Mas não é só durante a noite que os faróis são importantes! Lembre-se de que, segundo a Lei nº 14.071/2020, é obrigatório o uso de farol baixo durante o dia nas rodovias.

5. Verifique o painel

Ainda sobre os aspectos elétricos do carro, é importante verificar as luzes do painel, garantindo que informações como velocidade e nível de combustível estejam sendo exibidas de maneira correta ao condutor antes de sair para viagem.

6. Fique de olho no balanceamento, suspensão e alinhamento

Barulhos, ruídos e batidas secas devem ser avaliados, já que podem ser indicativos de problemas mecânicos causados por buracos, uso contínuo e quebra-molas.

Se o seu veículo anda constantemente em terrenos difíceis, é provável que a geometria e balanceamento acabem sendo prejudicados ao longo do tempo.

É indicado revisar esses aspectos do carro antes de uma viagem para que o condutor não enfrente dificuldades na dirigibilidade, como por exemplo ter o veículo pendendo para uma determinada direção.

7. Confira o sistema de frenagem

Mais de 200 acidentes foram causados por problema nos freios em 2021. Conferir o bom funcionamento desse sistema é obrigação de quem pretende pegar a estrada em breve. Aqui, o recomendado é contar com a ajuda de um mecânico profissional; se você tem suspeitas de que há algo de errado com os freios jamais tente embarcar em testes por conta própria com o veículo em movimento.

8. Cuidado com o excesso de bagagem

Planejar a quantidade de malas também deve fazer parte do seu planejamento. É preciso que a disposição delas não atrapalhe o campo de visão do motorista, muito menos a sua condução. Por isso, nada de colocar bagagens que cubram o vidro traseiro ou deixar sacolas aos pés do motorista, por exemplo.

9. Faça uma inspeção veicular voluntária

O processo de inspeção voluntária pode te ajudar a ganhar tempo caso não queira verificar os itens acima por conta própria.

Esse tipo de inspeção é realizado em Instituições Técnicas Licenciadas, as ITLs, ou pelos Organismos de Inspeção Acreditados pelo Inmetro, os OIAs, e por ter caráter voluntário não precisa de uma autorização do Detran.

Além disso, todo o processo da inspeção voluntária é feito por um engenheiro e/ou inspetor e gera, ao fim, um laudo que atesta as boas condições do veículo e de suas peças.

Exemplo de laudo de inspeção veicular voluntária

Adriana Castro, Diretora da Crivo, empresa de avaliação técnica veicular, conta que mais de 200 itens são analisados em uma inspeção desse tipo.

“As ITLs e OIAs devem atender integralmente aos requisitos da ISO ABNT 17.020 e ABNT NBR 14.040, dispondo de instalações e equipamentos que garantem confiabilidade dos resultados obtidos”, esclarece.

Por ter caráter voluntário, não há necessidade de autorização do Detran ou obrigação legal quanto à inspeção, mas Adriana destaca a sua importância para uma direção segura.

“Normalmente utilizada em países com cultura de manutenção preventiva, a inspeção tem o intuito de verificar sistemas e equipamentos veiculares, sobre a sua real condição de utilização e trafegabilidade do veículo de forma segura”, explica.

Segundo a Diretora da Crivo, “a inspeção é indicada para qualquer um que possua veículo automotor, seja automóvel, motocicleta, até os pesados como caminhões e rebocados. Não existe a melhor ocasião, garantir e prover segurança é necessário sempre, mas antes de pegar estrada tenha um cuidado maior. “

Se você está buscando comodidade e segurança, procure uma ITL ou OIA em sua cidade que utilize o sistema SIVWin, do Grupo Otimiza, e garanta segurança de dados e agilidade.

Por que todo esse cuidado antes de uma viagem de carro?

Dependendo da duração e das condições da estrada, uma viagem pode acabar exigindo mais do seu veículo do que ele está acostumado. Por isso, uma revisão se faz necessária para garantir que as peças estejam em bom estado de conservação e apresentando bom funcionamento. Afinal, você não quer ter que parar no meio da estrada para trocar alguma delas, concorda?

Além disso, muito pior do que o incômodo de trocar uma peça seria a ocorrência de acidentes por conta das más condições do veículo, algo que infelizmente acontece de forma recorrente nas estradas brasileiras. Só em 2021, por exemplo, quase 1400 acidentes tiveram como causa falhas mecânicas ou elétricas segundo registros do Painel CNT de Acidentes Rodoviários.

Submeter o seu veículo a uma inspeção voluntária pode ser a diferença entre uma viagem tranquila e uma grande dor de cabeça, não pense duas vezes antes de escolher o caminho mais seguro!

Agora, saiba como transportar seu pet no carro corretamente!

Categoria:

Notícias

Compartilhar:

Facebook
WhatsApp
LinkedIn
Telegram

Receba as novidades em primeira mão

Nós também odiamos spam, então não se preocupe com isso.